Julho verde ressalta alerta sobre câncer de cabeça e pescoço

Terça-feira, 27 de Julho de 2021

 

Julho verde ressalta alerta sobre câncer de cabeça e pescoço

No Dia Mundial de Conscientização e Combate ao Câncer de Cabeça e Pescoço, 27 de julho, o médico Claudio Raphael Pilownic, vice-presidente da Associação Médica de Pelotas (AMP), faz um alerta sobre a importância da informação no seu combate e prevenção. A campanha Julho Verde foi lançada pela Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço (SBCCP) para chamar a atenção sobre a prevenção desse câncer, um dos mais prevalentes no país. O tabagismo é um dos principais fatores de risco que, aliado ao alcoolismo faz com que seja até seis vezes maior a incidência da doença. Confira a entrevista completa com orientações para uma adequada prevenção.

1. Qual o cenário dessa doença no Brasil?

Em 2020, o Câncer de Cabeça e Pescoço se configurou como um dos mais prevalentes no Brasil, segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), que apontou o câncer de tireóide e o de cavidade oral como o quinto mais incidente em mulheres, e homens respectivamente, com cerca de 12 mil casos/ano cada. Num contexto regional, se torna de extrema relevância salientar a importante incidência do câncer de pele de cabeça e pescoço.

2. O Câncer de cabeça e pescoço é um termo utilizado para descrever uma série de tumores malignos. Quais são eles e onde geralmente aparecem?

O principal câncer de cabeça e pescoço, é o carcinoma epidermóide, que geralmente acomete a mucosa de revestimento da boca, lábios, língua, faringe e laringe. Os carcinomas papilar de tireóide, e mucoepidermóides das glândulas salivares, também constituem um importe grupo de doenças as quais compreende o câncer de cabeça e pescoço.

3. Quais são os principais fatores de risco que contribuem destes tumores e por que a incidência maior é em homens?

A patologia, que costuma se desenvolver pela quinta década de vida, tem como principal fator de risco o tabagismo que, aliado ao alcoolismo, faz com que seja até seis vezes maior a incidência da doença. Quem fuma e bebe deve ficar atento ao surgimento de manchas brancas ou vermelhas na boca, que permanecerem por mais de 15 dias. Além disso, o HPV (vírus do papiloma humano) também está relacionado com câncer de orofaringe, por isso, vacinar-se contra o vírus é importante

4. Quais são as principais formas de prevenção, já que muitos pacientes só descobrem esses tumores em estado avançado?

Não fumar, evitar o consumo de bebidas alcoólicas, ter alimentação rica em frutas, verduras e legumes, manter boa higiene bucal, manter o peso corporal adequado. Cabe destacar além disso, o câncer de pele, que é tão prevalente em nossa população, e que é tão frequente na região da cabeça e pescoço, nossa área de atuação e a utilização de filtro solar, como essencial para que se evite essa doença. Apesar de ser assintomático na maioria das vezes, algumas pessoas podem notar um caroço no pescoço. Ficar atento a deformidades e visitar o médico com frequência, principalmente quem já teve um diagnóstico na família, ajuda na detecção precoce

5.  Quais as principais formas de conscientização para o controle do câncer?

Este grupo de patologias são extremamente complexas de tratar, portanto há grande repercussão com relacionada à estética facial, deglutição, alimentação e voz do paciente, nesse sentido, a enorme importância do diagnóstico precoce, para que estes órgãos possam ser preservados e propor tratamentos mais adequados, com foco no na resolução oncológica e reabilitação cosmético-funcional.

 

O médico Claudio Raphael Pilownic é especialista em Cirurgia de Cabeça e Pescoço pelo Hospital Heliópolis de São Paulo (SP) e cirurgião de Cabeça e Pescoço da OtoPlena Clínica Pelotas/RS e do Hospital Universitário da FURG/RS.

 

fonte: AMP

url: amedpel.com.br