.:Associação Médica de Pelotas:.

Atualização científica

Rastreamento e mortalidade por câncer de próstata

Quinta-feira, 18 de Dezembro de 2014

Rastreamento e mortalidade por câncer de próstata: resultados do Estudo Randomizado Europeu de Rastreamento de Câncer de Próstata (ERSPC) após 13 anos de seguimento

Schöder FH, Hugosson J, Roobol M, et al; ERSPC Investigators.

Fonte: Lancet 2014;384:2027-35

Base teórica: O Estudo Randomizado Europeu de Rastreamento de Câncer de Próstata (ERSPC) mostrou redução na mortalidade por câncer de próstata após 9 e 11 anos de seguimento, mas o rastreamento é controverso devido aos efeitos colaterais do excesso de diagnósticos. Nós fornecemos resultados atualizados da mortalidade por câncer de próstata com acompanhamento até 2010, com análises truncadas após 9, 11 e 13 anos.

Métodos: O ERSPC é um estudo randomizado, multicêntrico com banco de dados centralizado, com núcleo de idade de 55 a 69 anos, que avalia a testagem do antígeno prostático específico (PSA) em oito países europeus. Foram elegíveis homens de 50 a 74 anos identificados em registro populacional. Estes foram randomizados por números aleatórios gerados por computador em grupo de rastreamento versus grupo sem intervenção (controle). Os investigadores foram cegados para esta alocação. O desfecho primário foi mortalidade por câncer de próstata no núcleo de idade. A análise foi feita por intenção de tratar. Nós fizemos uma segunda análise a qual corrigiu para viés de seleção por não-participação. Apenas dados de incidência (e não mortalidade) em 9 anos de seguimento foram reportados pelos centros franceses. Este estudo é registrado Current Controlled Trials, número ISRCTN 49127736.

Resultados: Com os dados analisados após 13 anos de seguimento, 7408 casos de câncer de próstata foram diagnosticados no grupo intervenção e 6107 no grupo controle. A razão de taxa de incidência de câncer de próstata entre o grupo intervenção e o controle foi de 1,91 (IC95% 1,83-1,99) em 9 anos, 1,66 (1,60-1,73) em 11 anos, e 1,57 (1,51-1,62) em 13 anos. A razão de taxa de mortalidade foi 0,85 (0,70-1,03)em 9 anos, 0,78 (0,66-0,91) em 11 anos e 0,79 (0,69-0,91) em 13 anos. A redução absoluta de risco de morte por câncer de próstata em 13 anos foi 0,11 por 1000 pessoas-ano ou 1,28 por 1000 homens randomizados, o que é equivalente a uma morte por câncer de próstata evitada por 781 (IC95% 490-1929) homens convidados a rastrear ou uma por 27 (17-66) casos de câncer de próstata adicionais detectados. Após ajuste por não-participação, a taxa de risco de mortalidade por câncer de próstata em homens rastreados foi 0,73 (IC95% 0,61-0,88).

Interpretação: Esta atualização do ERSPC confirma uma substancial redução da mortalidade por câncer de próstata atribuível à testagem do PSA, com substancial aumento do efeito em 13 anos comparado com os resultados após 9 e 11 anos. Apesar destes resultados, quantificação adicional dos malefícios e sua redução ainda são consideradas pré-requisito para a introdução do rastreamento de base populacional.