Atualização científica

Relação entre o uso de digoxina

Quinta-feira, 14 de Agosto de 2014

Fonte:

Am J Cardiol. 2014 Aug 1; 114 (3):401-6. 

Estudos prévios correlacionando o uso de digoxina em pacientes com fibrilação atrial (FA) e o risco de morte por todas as causas revelam resultados conflitantes. Foi conduzido um estudo de coorte, retrospectivo e com base populacional, envolvendo pacientes com 65 anos de idade ou mais admitidos ao hospital com o diagnóstico primário ou secundário de FA, na província de Quebec, no Canadá, de 1998 a 2012.

A coorte de FA foi agrupada em pacientes com ou sem insuficiência cardíaca (IC) e em pacientes usuários ou não de digoxina conforme a primeira prescrição para digoxina dentro de 30 dias após a alta hospitalar. Foi derivado um escore de propensão pareado para usuários ou não de digoxina nos grupos com e sem IC, respectivamente, e conduzida análise de regressão Cox multivariada para determinar a associação entre uso de digoxina e mortalidade por todas as causas.

As coortes pareadas por escores de propensão para pacientes com ou sem IC estavam bem balanceadas quanto as características de base. No grupo de escore de propensão para IC, o uso de digoxina esteve associado a um risco 14% maior de mortalidade por todas as causas (razão de risco ajustada 1,14, com intervalo de confiança 95% 1,10 a 1,17). No grupo de escore de propensão sem IC, ou uso de digoxina esteve associado com um risco 17% maior para mortalidade por todas as causas (razão de risco ajustada 1,17, com intervalo de confiança 95% 1,14 a 1,19). Em conclusão, a presente analise retrospectiva encontrou uma associação entre o uso de digoxina e um risco maior de mortalidade por todas as causas em pacientes com 65 anos ou mais e FA independentemente da presença concomitante de IC. Ensaios clínicos randomizados e controlados, multicêntricos ou estudos de coorte prospectivos são necessários para confirmar o achado.